" />

Marcas de vida: estrias gestacionais merecem carinho especial



  • 27 Abr, 2018

A pele é a primeira camada de defesa do organismo contra bactérias e vírus, além de ajudar na regulação dos líquidos e da temperatura corporal. Não por acaso, é uma das protagonistas da gestação e merece cuidados especiais nesse período.

Estrias acometem homens e mulheres, mas estima-se que até 90% das gestantes vão apresentar estrias, em maior ou menor grau. Ainda que o problema possa ser motivo de angústia para a maioria dessas mães, é importante reforçar que o diagnóstico das estrias é essencialmente clínico.

Hidratar a pele é parte desse cuidado especial: quando a barriga estica, o creme é um aliado importantíssimo para preservar o manto hidrolipídico, melhorando não só o aspecto, como no auxílio ao que seriam as condições ideais de elasticidade.

O aparecimento de estrias tem causas multifatoriais, mas um dos aspectos ligados a elas pode ser o aumento da produção de hormônios. Um deles, a relaxina, modula o catabolismo de colágeno e participa do processo de dilatação do corpo da mulher e, ao mesmo tempo, pode favorecer a retenção de água e a diminuição da força de coesão intefribiniosa, quando o tecido da pele se encontra sob tensão.

Cuide com muito carinho da pele! Aproveite os momentos de toque para uma conexão profunda com o bebê e com você mesma. Lembre-se: a pele é o tecido que nos coloca em contato com o mundo externo, interno e com a própria vida.