" />

O que eles sentem, de fora pra dentro?


  • 12 Jul, 2018

O fascínio e os sentimentos que os exames de ultrassom provocam durante a gravidez são quase tão presentes
quanto uma pergunta: o que será que o meu filho sente, de lá de dentro?

O batimento cardíaco da mãe e o funcionamento do seu corpo, além das mudanças de posição dela. Sons
abafados, que ultrapassam as camadas de tecido e permitem, inclusive, a identificação das vibrações de vozes,
músicas ou ruídos. Os toques! Carinho na barriga e o aconchego estimulante que esses contatos produzem.

O estresse da mãe também pode ser sentido, e ainda pode estimular a produção e liberação de hormônios que
chegam ao feto pela corrente sanguínea. A mesma sensação com a felicidade e a alegria.

À medida que a gravidez avança, avançam as sensações do filho. A ciência comprovou amplamente a força da
ligação mãe e filho e o mais importante é o entendimento de que o cérebro é o órgão que mais se desenvolve
em ambiente intrauterino. Evitar estímulos intensos é fundamental!

O desenvolvimento dos sentidos, lá de dentro, é o que cria uma vida emocional única para o bebê.