" />

O que ter em mente durante os cuidados da pele do bebê?


  • 21 Maio, 2018

Recém-nascidos e bebês têm a pele sensível. Por conta do aspecto frágil, há quem diga que ‘dá até medo de
tocar’. É verdade: pode-se dizer que a pele dos nenéns é até 60% mais fina do que a pele de um adulto e,
portanto, mais permeável a substâncias, que podem ser nocivas à saúde.

Outro aspecto importante é que a pele dos pequeninos tende a ser mais seca, já que as glândulas sebáceas são
imaturas, em relação ao adulto. Por todos esses motivos, os cuidados requerem atenção especial, mas não
precisam ser motivo para que os pais fiquem ansiosos com relação ao assunto.

Siga três dicas infalíveis para os cuidados de rotina:
Dica 1: nos primeiros dias de vida, a pele do bebê pode se sensibilizar por causa de componentes químicos
presentes na roupa nova ou em sabão e amaciante. Vale a pena lavar duas vezes as roupinhas, lençóis, mantas
ou fraldas, que terão contato direto com a pele.

Dica 2: o bebê ainda não tem controle total da manutenção das temperaturas (calor e frio), mas a temperatura
do corpo é similar a de um adulto, oscilando entre 35,5ºC e 37,5ºC. Quando o ambiente está muito quente, ele
não está apto a resfriar-se até manter sua temperatura normal. O mesmo vale para quando o ambiente está
frio. Por isso, não agasalhe muito nos dias quentes, nem pouco nos dias frios.
Atenção: mãozinhas ou pés gelados não são, necessariamente, um sinal de frio. Pode ser apenas falta de
circulação adequada nas extremidades do corpo. Para checar se ainda falta acrescentar um casaquinho ou se é
melhor deixar o filhote só de body, cheque a temperatura no tronco (barriga, peitos e costas), pescoço, nuca e
cabeça.

Dica 3: banhos devem durar, no máximo 15 minutos. Use o sabonete adequado à idade e apenas em algumas
regiões, como as dobrinhas. Na hora de secar, use toalhas macias, preferencialmente de algodão; faça
movimentos suaves e evite esfregar a pele do bebê, por qualquer motivo. Você pode até investir em um
hidratante próprio para ele e observar se o produto não causa desconforto. Em caso de dúvida, consulte seu
médico.